Dedetização de Restaurantes em Campinas: Periodicidade / Legislação / Anvisa

Dedetização de Restaurantes em Campinas: Periodicidade / Legislação / Anvisa

Os restaurantes e ambientes que lidam com alimentos possuem um uma grande preocupação com o controle de pragas urbanas. Essa é uma questão que envolve muito mais do que o prejuízo que essas pragas podem causar, mas também envolve riscos de saúde pública.

Os administradores desse tipo de ambiente estão sempre preocupados em manter as instalações livres de barata, ratos, formigas e cupins. Algumas dessas criaturas são vetores de doenças graves, outras são grandes causadores de prejuízos.

Porém, muito além da preocupação com o bem comum, é importante ressaltar que existem normas que regem o controle de pragas em restaurantes.

Essas normas foram especificamente criadas para proteger a saúde pública, tanto dos insetos quanto da dedetização em si. A dedetização de restaurantes em Campinas está sob as normas da ANVISA.

Não existe nenhuma legislação específica para dedetização em Campinas e não há leis para a dedetização de restaurantes no estado de São Paulo. Com isso, as normas e recomendações da Anvisa se tornam a norma regente.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, ANVISA, tem recomendações que devem ser seguidas em todo território nacional. Isso só é diferente caso o município ou estado possua legislação específica que atenda os mesmos requisitos ou traga melhores práticas que o da ANVISA.

Já a fiscalização fica por conta da Vigilância Sanitária de cada prefeitura, que pode aplicar multas e até mesmo fechar um estabelecimento.

Se você possui um restaurante em Campinas e possui dúvidas em relação a dedetização, veja o que a ANVISA tem determinado sobre este assunto.

Dedetização de restaurantes em Campinas – Determinações da lei

A dedetização é um procedimento antigo, onde o controle de pragas urbanas tem sido uma preocupação constante. Porém, de um tempo para cá, novas maneiras de litar com as pragas urbanas tem surgido.

O mais comum é o conceito de “controle integrado de pragas urbanas”, que consiste em maneiras de controlar as pragas sem apostar diretamente no uso de pesticidas.

Isso porque o uso exagerado de pesticidas não só fortalece as pragas, como pode prejudicar a saúde geral do ambiente, por causa dos venenos utilizados.

A ANVISA recomenda então um tipo de controle que diminua o uso dos pesticidas. Com isso em mente, a Prefeitura Municipal de Campinas chegou a criar um manual de Controle Integrado de Pragas.

Você pode conferir ele neste link.

Neste manual são dispostas maneiras de identificação das pragas urbanas e também para o controle antes das soluções químicas.

Ainda assim, é um manual com informações importantes para quem quer manter esses vetores longe de restaurantes, lanchonetes e etc.

RDC 216/04 sobre Dedetização de restaurantes em Campinas

Para Campinas, Estado de São Paulo e todo território nacional, a RDC 216/04 da ANVISA traz as recomendações legais necessárias para restaurantes, depósitos, lanchonetes e muito mais.

Note que a linguagem da ANVISA também traz um regulamento técnico para boas práticas. Mas essas regulamentações devem ser encaradas como uma legislação, já que a presença de pragas urbanas é fiscalizada pela Vigilância Sanitária e pode acarretar em punições graves.

A parte que que fala sobre os restaurantes fica por conta do trecho da RDC 216/04. O trecho informa que:

  • 3.1 A edificação, as instalações, os equipamentos, os móveis e os utensílios devem ser livres de vetores e pragas urbanas. Deve existir um conjunto de ações eficazes e contínuas de controle de vetores e pragas urbanas, com o objetivo de impedir a atração, o abrigo, o acesso e ou proliferação dos mesmos.
  • 3.2 Quando as medidas de prevenção adotadas não forem eficazes, o controle químico deve ser empregado e executado por empresa especializada, conforme legislação específica, com produtos desinfestantes regularizados pelo Ministério da Saúde.
  • 3.3 Quando da aplicação do controle químico, a empresa especializada deve estabelecer procedimentos pré e pós-tratamento a fim de evitar a contaminação dos alimentos, equipamentos e utensílios. Quando aplicável, os equipamentos e os utensílios, antes de serem reutilizados, devem ser higienizados para a remoção dos resíduos de produtos desinfestantes.

O que a lei diz na hora de contratar dedetizadora para restaurantes em Campinas

É importante prestar bastante atenção no último item que destacamos. Nele fala que ao aplicar o controle químico é importante tomar cuidado para evitar contaminações após o tratamento.

Isso quer dizer que a empresa contratada para a aplicação química deve usar métodos, equipamentos e produtos que estejam completamente legalizados e permitidos pelos órgãos públicos responsáveis.

Como é a melhor maneira de realizar isso? Apenas através da contratação de uma Dedetizadora em Campinas licenciada!

Contamos com planos controle de pragas urbanas em restaurantes, atuando apenas com pesticidas legalizados pelo Ministério da Saúde.

Isso quer dizer que atuamos de acordo com as normas vigentes e sem o uso de produtos que que tragam qualquer risco para o ambiente, para os funcionários e para os clientes o restaurante.

Para a dedetização de restaurantes em Campinas, conte com a Dedetizadora Campinas, garantindo um ambiente livre de pragas urbanas.

Post Relacionado

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *