Dedetização de Hospitais em Campinas: Periodicidade / Legislação / Anvisa

Dedetização de Hospitais em Campinas: Periodicidade / Legislação / Anvisa

Os ambientes hospitalares são extremamente mais sensíveis do que muitos outros. Por tratar muitas vezes de pessoas que estão com a saúde debilitada, é importante manter qualquer risco longe do local.

Porém, o controle de pragas urbanas em hospitais não é uma tarefa fácil.

Realizar a dedetização em hospitais se mostra um problema por causa do ambiente, que é bastante propício ao surgimento de pragas urbanas. Por esse motivo, a dedetização de hospitais em Campinas deve ser feita com muito controle e seguindo as recomendações da ANVISA.

Como sabemos, as pragas urbanas são resilientes e podem trazer uma série de problemas de saúde. No ambiente hospitalar, por causa da sensibilidade do local e da proliferação dos vetores, é importante que a dedetização seja feita com a periodicidade correta.

Para garantir que a dedetização seja realizada dentro de uma frequência mínima, a ANVISA criou recomendações que devem ser seguidas pelos ambientes hospitalares.

A ANVISA, Agência de Vigilância Sanitária possui regras para a dedetização de ambientes hospitalares e para clínicas. Em Campinas não há nenhuma legislação específica para a dedetização.

Por isso, as normas estabelecidas pela ANVISA devem ser seguidas na cidade. Caso você tenha um hospital em Campinas, é importante ficar de olho nas recomendações normativas.

A resolução que corresponde a periodicidade da dedetização de hospitais é a RDC Nº 52, de 22 de outubro de 2009.

Ela dispõe sobre o funcionamento de empresas especializadas na prestação de serviço de controle de vetores e pragas urbanas e dá outras providências.

Vale notar que a resolução trata direto com a dedetizadora. Mas traz algumas informações sobre como o controle de pragas deve ser realizado em diferentes ambientes.

O ponto importante para o nosso artigo é o paragrafo 2 do Artigo 4º:

II – controle de vetores e pragas urbanas: conjunto de ações preventivas e corretivas de monitoramento ou aplicação, ou ambos, com periodicidade minimamente mensal, visando impedir de modo integrado que vetores e pragas urbanas se instalem ou reproduzam no ambiente;

Isso quer dizer que, uma empresa contratada para a dedetização de hospitais, deve oferecer uma periodicidade de acompanhamento mensal para realizar o devido controle das pragas e evitar a proliferação.

As normas também trazem outros cuidados para que a empresa de dedetização não coloque em risco o meio ambiente.

Isso vai desde o uso dos pesticidas até a forma correta de realizar o descarte das embalagens.

Controle integrado de pragas em Hospitais

Apesar de não ter regulações e normas para a dedetização de hospitais em Campinas, a Prefeitura Municipal da cidade elaborou um guia para o controle integrado de pragas urbanas.

O manual pode ser consultado através deste link. E traz o interessante conceito de controle integrado de pragas.

O controle integrado faz parte da dedetização de hospitais, porém, vai muito além da ação com raticidas e armadilhas.

Enquanto o controle químico é necessário em uma série de momentos e para a dedetização hospitalar, é ainda mais importante ter um plano de controle.

O plano de controle é uma forma de potencializar a desratização e também evitar a volta das pragas que foram eliminadas.

Esse controle integrado é realizado através de uma série de ações do dia a dia. O principal objetivo desse controle é eliminar a oferta de abrigo e alimento, cortando a possibilidade de novos princípios de infestações.

Em hospitais essas ações são ainda mais importantes, isso porque esses são ambientes bastante propícios ao surgimento de pragas urbanas.

Os hospitais possuem uma grande movimentação de pessoas e geralmente possuem vários ambientes que podem esconder os fatores de proliferação de pragas urbanas.

Dedetizadora para hospitais em Campinas

Campinas é uma cidade importante no interior de São Paulo, seus hospitais são bem-conceituados e em muitos casos realizam atendimento como polo regional.

Por isso, esses ambientes precisam estar sempre em ótima qualidade e completamente livres de pragas urbanas que podem causar problemas para os pacientes.

Porém, na hora de escolher a melhor dedetizadora em Campinas para realizar a eliminação de pragas urbanas, é importante ficar de olho em alguns detalhes.

Por exemplo, é fundamental contratar dedetizadoras que estejam de acordo com todas as normas da ANVISA. Apenas assim você estará contratando profissionais que não vão utilizar pesticidas proibidos ou clandestinos.

A única maneira de garantir que uma empresa segue todas essas formas é certificando que ela possui todas as licenças necessárias.

A Dedetizadora em Campinas traz toda a segurança e todas as normas na hora de lidar com pragas urbanas e pesticidas.

Com os nossos serviços a administração hospitalar pode ficar despreocupada que terá o melhor serviço à sua disposição.

Isso garante a segurança de todos os pacientes e de todas as instalações hospitalares.

Para a dedetização de hospitais em Campinas, conte com a Dedetizadora Campinas.

Post Relacionado

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *